Séries favoritas

Mais um post sobre minhas séries favoritas da vida e as que tou assistindo no momento. Post que demorou pra sair, mas cá estamos. Bora lá conhecer algumas séries?

Série favorita da vida:

Spartacus:

Sinopse da primeira temporada:


Traído em seu próprio país. Escravizado. Renascido como um guerreiro. A série é um relato visceral do maior gladiador de Roma. Longe de seu grande amor, Spartacus foi enviado para a sinistra e macabra arena, onde a morte iminente é o principal atrativo. Spartacus deve lutar por sua sobrevivência, favorecer inimigos e fazer política nesse novo mundo cheio de corrupção, violência, sexo e fama.
Outra série que eu assistiria/vou assistir tudo de novo. Série fantástica, os atores, as lutas, os cenários, tudo se encaixa, o que torna a série uma das minhas favoritas (tenho várias kkk). No começo eu achava os efeitos meio exagerados, mas a intenção realmente era essa, e eu acabei super curtindo depois. Na primeira temporada, quem fazia o papel de Spartacus era o ator Andy Whitfield, que foi diagnosticado com câncer e acabou falecendo. Muito triste, pois ele atuou super bem. Mesmo assim, a série continuou, e no lugar dele entrou o ator Liam McIntyre. Quando uma mudança de atores acontece, a gente fica com um pé atrás, pois nós já estamos acostumados de ver outra pessoa no papel. E isso aconteceu comigo nessa série. Mas no primeiro episódio, Liam mostrou que poderia (e fez) um Spartacus tão bom quanto o Andy. A série te prende do início ao fim, todos os episódios são espetaculares, e eu ficava sempre na ansiedade esperando o próximo episódio sair. Amei a série!

Série (não) favorita do momento:

Extant:

Sinopse da primeira temporada:

Situada em um futuro não muito distante, Extant centra em Molly Watts, uma austronauta, que, depois de passar 13 meses sozinha em uma estação espacial, retorna à Terra grávida. Depois de saber do resultado do exame de gravidez, Molly diz à sua médica e melhor amiga que esteve completamente sozinha na estação espacial, mas vemos cenas do trailer nas quais um homem misterioso aparece e lhe faz companhia, com quem ela aparentemente mantém uma relação. Em casa, Molly tem uma família composta pelo marido John Watts e um menino, que é, na verdade, um robô construído por John, já que o casal não conseguia ter filhos naturalmente. De volta à Terra e misteriosamente grávida, Molly ainda precisa lidar com seus superiores que desconfiam de sua atitude de ter apagado algumas imagens das câmeras de segurança da estação espacial. E, a entidade que fez companhia à Molly está na Terra e aparece para se comunicar com a astronauta novamente.
Odeio sinopse grande, gente. Armaria, contou quase a história inteira da série, kkkk. Essa série não virou minha favorita, e eu não veria ela novamente. Comecei a assisti-la (sempre que vejo que uma série nova saiu, vou logo baixando. Às vezes nem vejo a sinopse .-.), e ela começou meio parada, meio chata, e acabei parando de ver. Quando estava sem mais episódios novos de outras séries, voltei a assisti-la. E ela ficou menos chata, e até interessante. Despertou um pouco a minha curiosidade, porém acho que a série ainda não tomou seu caminho (ainda não vi a season finale). É cheia de mimimi sobre esse bebê da Molly e realmente não me agradou (mesmo eu tendo ficado um pouco curiosa sobre como ela voltou grávida). Vamos ver como que vai ser o futuro da série. Ainda não sei se ela foi renovada ou não.

Vocês já assistiram alguma série que eu mostrei aqui? O que vocês acharam delas?

Beijos! =*

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.